Período de férias requer mais cuidado na segurança dos condomínios

Quem planeja viajar no final do ano e pretende deixar a casa sozinha precisa de certos cuidados em relação à segurança. Nessa época, alguns condomínios viram alvo de invasores e, por isso, algumas atitudes podem evitar problemas. Além das precauções básicas, como certificar-se que todas as portas e janelas estão travadas, fechar os registros de água e gás é também uma medida importante a ser tomada.

Quem planeja viajar no final do ano e pretende deixar a casa sozinha precisa de certos cuidados em relação à segurança. Nessa época, alguns condomínios viram alvo de invasores e, por isso, algumas atitudes podem evitar problemas. Além das precauções básicas, como certificar-se que todas as portas e janelas estão travadas, fechar os registros de água e gás é também uma medida importante a ser tomada.

Atenção deve ser redobrada no final de ano. O Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP) recomenda que os moradores de condomínios deixem as chaves e o telefone de contato com algum parente ou amigo próximo, de preferência alguém que não more no mesmo local. Avise um vizinho de confiança sobre a sua ausência, assim ele poderá ficar atento a qualquer movimentação estranha.

Não é seguro fornecer muitos detalhes sobre a data de retorno aos funcionários do condomínio. Cancelar a entrega de jornais e revistas neste período também é uma ótima medida de segurança, já que o acúmulo deste tipo de correspondência poderia delatar uma residência vazia.

De acordo com Hubert Gebara, vice-presidente de Administração Imobiliária e Condomínios do Secovi-SP, o síndico tem papel fundamental para a segurança do condomínio. “É ele que deve ajudar na conscientização dos condôminos para situações de risco”, afirma Gebara. O Secovi sugere que os síndicos evitem dar férias aos funcionários nesta época, para não desfalcar o quadro. Além disso, é essencial que o zelador teste sempre os sistemas de segurança e alarme.

Para os moradores que ficarem em casa neste final de ano, a garagem necessita de atenção extra por ser um dos pontos mais vulneráveis do condomínio. Pesquisa do Secovi e de empresas de vigilância revelam que, nos últimos anos, 80% das invasões a condomínios ocorreram pela garagem. Na entrada com o carro, a sugestão é que o condômino acenda a luz interna do veículo ou abaixe o vidro ao chegar. Desta maneira, os funcionários da portaria podem ter certeza de que o motorista é morador do prédio e não algum invasor que tomou posse do controle remoto da garagem.

CRAS A VENENATIS ENIM
  • Criteria 1
    5
  • Criteria 2
    8
  • Criteria 3
    10
The Good

Heartbreaking interactions between characters mark emotional high points

Segments of well-written, hilarious dialogue

The Bad

Exploration sequences feel drawn out and boring

No crazy action sequences like in previous episodes

Pacing slows to a crawl

0
7.710
4 Comentários

Deixe sua Opinião

Your email address will not be published.